Dietas

Em breve todas as dietas que já vi.

18 comentários sobre “Dietas

  1. Não se turbe vosso coração creia em deus, na casa de meu pai a
    Muitas moradas….se alguém me amar será amado por meu pai, eu também o amarei é me manifestarei ele. As coisas são passageiras, já passei por tudo que passasse, mais será se vale a pena mesmo amiga? O corpo é só passageiro o espírito não.

  2. Olá. não sei o seu nome, mas bem… Eu criei um blog com o mesmo intuito do seu, sabe… chega de se sentir culpada por comida, essa dor não deveria existir! Ja fui ana e mia por um tempo, mas não suportava a dor de estomago, e as compulsões, passava mal pra caramba e cheguei a desmaiar, emagreci uns 6 quilos num mês. fiquei muito feliz, porém logo minha preguiça e ansiedade fizeram os seis quilos voltarem ao meu corpo. Enfim… Espero que possamos partilhar novas formas e medidas de esvair essa culpa do nosso corpo, beijo de uma nova seguidora!

  3. Oi,
    Me chamo Júlia e eu fiquei muito interessada em você… Na verdade,poderia ser sua amiga se o destino tivesse nos cruzado… É uma pena que a vida seja assim. Sei como é se sentir um lixo,quebrada,vazia. Mas não se desespere,e lembre-se: Você nasceu para brilhar,para ser mais,para fazer a diferença.

    Oh destino… Por quê?

    • bom, tenho apenas 12 anos, sofro com isso a uns 2 meses, consegui perder 8 quilos, bom passava a chá, agua com duas colheres de vinagre quando me dava muita fome, nao consigo mais parar preciso de ajuda, isso esta me matando.

      • Menina você é tão novinha, escuta o conselho de quem tem mais que o dobro da sua idade: não se machuca assim não. Existem outras formas, umas que não doem, não fazem sofrer. Acredite em mim, você pode ser melhor que isso, só que ser melhor é mais difícil do que não ser. Comer é mais difícil do que não comer, com o tempo se percebe isso, mas não perde as esperanças.
        Segue mais um conselho e esse é dos bons: procura saber mais sobre veganismo. Quem sabe você não se encanta com esse estilo de vida e além de proteger os animais, protege a si mesma comendo só o que faz bem e de praxe, mil coisas que emagrecem mais do que engordam.

  4. estou me sentindo vazia humilhada,quero ser a garota mais invejada de todas,cansei de ser deixada de segundo plano por causa das garotas que nasceram de corpo perfeito

    • Ninguém é perfeito, você deve ter a sua beleza, basta saber encontrá-la. Não queira ser invejada, porém exija estar sempre em primeiro plano. Queira, acima de tudo, se amar e ser feliz.

  5. E eu fui uma adolescente que até minha mãe fazia piada, eu ria junto qdo meus amigos me chamavam de rolha de poço, eu era alguém de 14 anos que tinha amigos com mais de 30 por culpa do contexto que eu vivia, por serem mais velhos eles achavam que estavam me ajudando, na verdade doía muito eu não ser igual minhas amigas e ser motivo de piada pra tanta gente, eu sempre ria nunca gostei de mostrar fraqueza. Sempre gostei de esportes, passou a droga da adolescência e naturalmente cheguei no meu peso normal. Mas não é o suficiente, quero surpreender, quero ter o corpo perfeito, quero me recuperar do que aconteceu. Todos, inclusive minha mãe, esqueceram mas eu não.

    • Querida, se cortar não vai te fazer emagrecer, vai fazer com que você engorde do mesmo jeito e só fique com cicatrizes. Pensa melhor. Pensa em exercícios físicos. Qual é o exercício que você mais odeia fazer? Faz ele até você sentir que não aguenta mais fazer nada da sua vida. Vai te trazer bem mais benefícios do que se cortar.

  6. Tudo começou na escola. Todos os dias eu era obrigada a me sentir inferior perto das outras garotas: magras, altas. E isso me atormentava todas as noites. E isso me atormentava sempre que voltava em minha mente.
    Descobri as lâminas e os cortes e o sangue que enquanto escorria fazia temporariamente minha dor escorrer com ele. Isso me amenizava por um curto período de tempo.
    Descobri os vômitos e que as trancas do banheiro poderiam me proteger e o prazer instantâneo de perceber que estava me livrando das calorias.
    Doeu muito perceber que não era tão fácil assim, perceber que iria levar um tempo para que “eu ficassem livre”, perceber que durante aquele tempo – que parecia-me uma eternidade – eu teria que continuar indo todos os dias para a escola e lembrar dos xingamentos mesmo quando já tivesse saído de lá.
    E isso me assustava. E eu pensava. E os dias passavam.
    “Você é gorda” – Resultou em dias sem comer
    “Nojenta” – Resultou em mais de vinte vômitos
    Jeans 36 – Horas me olhando no espelho
    Não posso ir à praia – Me privei do mundo
    E assim as coisas continuaram… Foram muitos meses… Foi mais de ano
    Até que eu cheguei ao meu próprio limite. Eu morri. Meu coração parou. E nesse dia eu morri de estômago vazio e com os dedos posicionados para mais uma vez induzir o vômito.
    Eu vomitei meu sonhos.
    Deixei de alimentar o meu amor por mim mesma.
    Eu maxuquei aqueles que me amavam, pois eles sentiram a dor de me perder.
    Fui eu quem me perdi.
    Perdi a mim, a minha vida, a minha família e tudo que eu amava. Pois eu priorizei minha própria morte.
    E se eu tivesse tomado coragem em contar a direção da escola sobre o Bullying? E se eu tivesse olhando o sol nascer em vez de estar trancada no banheiro? E se eu visse o tanto que eu tinha e que magreza não era tudo? E se eu tivesse colocado mais amor ali? Amor a mim mesma… aos outros … até em meus próprios agressores? E se eu tivesse lutado contra minha própria destruição? E se eu tivesse visto a vida com outros olhos?
    Eu queria ser médica. Imagina quantas vidas eu teria salvado se tivesse simplesmente amado o fato que eu poder mover meus membros, poder sentir as batidas do meu coração, poder ouvir, poder comer, poder falar e se inteira.
    Não se perca. Olhe a vida com outros olhos. Entrelace seus dedos e agradeça a Deus por ser você. Lembre-se: Viemos ao mundo por uma razão, encontre a sua e um dia olhe para trás e pense o quanto valeu a pena colocar amor em tudo.
    Pegue algo na cozinha agora e aprecie essa dádiva.
    Viva.

  7. Ontem esbarrei em um filme que contava um pouco sobre Ana e Mia mas bem superficialmente, resolvi pesquisar sobre e fiquei bastante encantado com a determinação de muitos, não acho que fazer ana e mia seja fraqueza, mas coragem, sei que é insignificante mas estou a quase 1 dia comendo muito pouco, pelo que li acho que é chamado de LF né?… estou bastante determinado em mudar o meu corpo desagradável… se puder me ajudar de alguma forma agradeço… https://www.facebook.com/mavimia

  8. oi primeira vez que falo me sinto gorda cada vez que olho no espelho não consigo perde peso como queria sumi me alimento depois me arrependo como queria ter 38 k me ajuda

    • Sabe moça, 38kg não são uma boa ideia, mas não sou eu quem vai te convencer disso, até porque acredito que no fundo você já saiba.
      Deixa eu te perguntar: como você imagina que a sua vida seria se você tivesse 38kg? O que seria diferente? Você seria plenamente feliz ou ficaria doente?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s